Conecte-se conosco

Região Metropolitana

Corpo de mulher assassinada pela irmã é enterrado em Niterói

A vítima foi morta a tiros pela própria irmã em um baile ilegal que acontecia em um posto de combustível

Publicado

em

Rhayna de Oliveira Mello, de 22 anos
Rhayna de Oliveira Mello, de 22 anos. (Foto: Reprodução)

O corpo de Rhayna de Oliveira Mello, de 22 anos, foi enterrado no início da tarde deste domingo (3), no Cemitério Maruí, no Barreto, em Niterói, Região Metropolitana do Rio. A vítima foi morta a tiros em um baile ilegal que acontecia em um posto de combustível, no bairro Camarão, em São Gonçalo, pela irmã policial militar, Rhaillayne de Oliveira de Mello, de 23 anos.

Amigos e familiares estiveram no local para se despedir da jovem, que deixa um filho pequeno. A assassina, que foi preso marido, também policial militar está presa na Unidade Prisional da Polícia Militar (UP-PMERJ), no bairro do Fonseca, em Niterói. Ela vai responder por homicídio.

Em depoimento na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), a policial demonstrou arrependimento pelo crime: “quero minha irmã de volta”, gritou.

A DHNSG busca imagens de câmeras de segurança que possam ajudar a esclarecer a motivação do crime. Testemunhas também foram ouvidas e a arma da PM foi apreendida pela Corregedoria da corporação. Rhaillayne é lotada no 7º BPM (São Gonçalo).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.