Modal

Famílias são retiradas à força de prédio no Centro do Rio

Agentes da PM retiraram pessoas e pertences de imóvel após Justiça acatar pedido de desocupação da Prefeitura

Por Monique Guimarães

Foto: Léo Motta

Um prédio no Largo de São Francisco, no Centro do Rio, foi desocupado na manhã desta quarta-feira (9), após pedido da Prefeitura. Cerca de 25 famílias, com 36 crianças, foram despejadas pela Polícia Militar depois de uma ordem judicial, em meio à pandemia.

Em entrevista à Super Rádio Tupi, o escritor Léo Motta, fundador do projeto “A rua é a casa de muitos, não deveria ser de ninguém”, afirmou que o imóvel estava ocupado há dez meses por adultos, crianças e pessoas LGBTs. Segundo ele, a ordem de despejo da Justiça veio no início de setembro.

Léo Motta, que é ex-morador de rua e ajuda pessoas em situação de rua, disse que os moradores do prédio não têm para onde ir. Ele ressaltou que os ocupantes vão ficar com os móveis na frente da calçada até que recebam uma ajuda permanente da Prefeitura do Rio.

“O que essas famílias querem é uma solução, não provisória, mas permanente. A princípio uma escola. Essas crianças, entre elas dois recém nascidos, com um mês de vida, irão anoitecer na rua”, disse ele.

Motta também faz um apelo para, quem puder, doe água, comida, lençol, entre outros itens, para amenizar a situação.

Foto: Léo Motta
Foto: Léo Motta

Em nota, a Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que equipes policiais atuaram em apoio ao Poder Judiciário numa ação na Rua Ramalho Ortigão, no Centro. Segundo a secretaria, não houve ocorrências no local.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Tupi na Rede
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »