Conecte-se conosco

Rio

Justiça ouve militares que fuzilaram carro de músico em Guadalupe

Os agentes chegaram a ficar presos, mas atualmente respondem ao processo em liberdade

Publicado

em

Divulgação: Facebook

Divulgação: FacebookOs  12 militares do Exército envolvidos no ataque ao carro de Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, são ouvidos pela justiça militar nesta segunda feira. Os suspeitos também serão julgados nesta terça feira.  No dia 7 de abril deste ano, o veículo em que estava o músico e a família foi atingido por mais de 80 tiros, disparados pelos militares em Guadalupe, na Zona Norte do Rio. Evaldo morreu na hora.

Um  catador de latinhas que estava na região e tentou socorrer o músico, também foi atingido pelos disparos. Luciano Macedo, de 27 anos morreu 11 dias depois no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, na Zona Oeste.No processo que corre na Justiça Militar, os agentes respondem por homicídio qualificado e omissão de socorro.

Os agentes chegaram a ficar presos, mas atualmente respondem ao processo em liberdade após conseguirem um habeas concedido pelo Superior Tribunal Militar (STM).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.