Jornalismo

Ministério Público denuncia 6 pessoas por agressão à médica que se queixou de festa no Grajaú

Entre os denunciados está um policial militar que possui carro avaliado em R$ 200 mil

Por Marcelo Silva

Reprodução / Portal Grande Tijuca

O Ministério Público do Rio denunciou 6 pessoas pelas agressões à médica, Ticyana D’Azambujja, que reclamou de uma festa no bairro do Grajaú, Zona Norte do Rio, durante a quarentena.

Nesta sexta-feira (02), o MP anunciou que finalizou o inquérito que apurava o ato de violência praticado por um grupo de pessoas, contra a médica que atuava na linha de frente no combate à covid-19. No total foram denunciados cinco homens e uma mulher que podem responder pelo crime de lesão corporal grave.

Foram denunciados:

– Rafael Martins Presta

– Rafael Del Giudice Ferreira

– Rodrigo Lima Pereira

– Luis Claudio dos Santos

– O PM, Luiz Eduardo dos Santos Salgueiro

– Ester Mendes de Araujo

 

De acordo com o inquérito do MP, Ticyana foi agredida por mais de 10 minutos, enquanto era pisoteada e recebia vários golpes desferidos pelos agressores.  O pedido do MP pode ser acatado pela Justiça do Rio em até cinco dias.

Segundo o inquérito do MP, o denunciado Rafael Presta jogou a vítima violentamente no chão, momento em que ela bateu com os joelhos e teve uma das mãos pisoteadas.

 

Entre os denunciados está o sargento do Batalhão de Choque da Polícia Militar, Luiz Eduardo Salgueiro. O agente era o proprietário do carro de luxo quebrado por Ticyana, que originou o episódio de agressão. Segundo os promotores, o valor do carro, avaliado em R$ 200 mil, chamou a atenção do Ministério Público.

Procurada, a Polícia Militar afirmou que o policial Luiz Eduardo Salgueiro continua afastado das ruas.

O episódio aconteceu no dia 31 de maio. À época a médica afirmou que o som da festa era tão alto que chega a fazer vibrar os vidros do seu apartamento.

Ticyana relatou à Polícia Civil que estava cansada de acionar a polícia por causa das festas promovidas na casa no Grajaú em meio à pandemia do coronavírus. Devido às agressões, Ticyana Azambuja, de 35 anos, precisou colocar parafusos no joelho.

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »