Destaques

Ministério Público denuncia policiais por uma das 28 mortes no Jacarezinho

Douglas Peixoto e Anderson Silveira responderão pelo crime de homicídio doloso e fraude processual por conta da morte de Omar Pereira da Silva

Por Redação Tupi

Favela do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio
Favela do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio (Foto: Divulgação / Fiocruz)

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) denunciou dois policiais civis, na noite desta quinta-feira (14), por uma das 28 mortes da operação no Jacarezinho, no dia 6 de maio deste ano, considerada a mais letal da história do estado.

Os dois agentes denunciados responderão pela morte de Omar Pereira da Silva. O policial Douglas Peixoto responderá pelo crime de homicídio doloso e fraude processual e Anderson Silveira pelo crime de fraude processual.

De acordo com informações, as fraudes cometidas foram: remoção de cadáver antes da perícia, apresentação falsa de uma pistola e um carregador e a inserção de uma granada que, segundo os policiais, estaria em posse de Omar.

Na comunicação da ocorrência, os policiais afirmaram que a vítima, antes de morrer, atirou uma granada contra eles. Douglas admite no registro de ocorrência do caso que foi ele que atirou em Omar.

A denúncia aponta crime de homicídio qualificado por dificultar a defesa da vítima (que já estava encurralada, desarmada e com um tiro no pé).

Omar foi atingido na lateral esquerda do torso. Segundo o MP, há vestígios de disparos de curta distância, que poderiam se explicar pelos disparos de fuzil, que ocorreram em um quarto de uma menina de 9 anos.

O MPRJ decidiu desmembrar as apurações, e outros policiais podem ser denunciados.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Novembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »