Rio

Morro do Borel completa 100 anos com comemoração feita por moradores

Será o dia inteiro de atividades na principal via de acesso ao bairro, a Rua São Miguel, que estará fechada para a comemoração

Por Redação Tupi

Imagem do Morro do Borel
Morro do Borel, favela localizada no bairro da Tijuca, na Zona Norte do Rio de Janeiro

Os moradores do morro do Borel realizam, neste sábado (11), a partir das 10 horas, uma série de atividades para comemorar os 100 anos de ocupação do morro localizado na zona norte do Rio. Organizado pelo Grupo de Referência do Borel, composto por organizações como Jocum, Fundação São Joaquim e Associação de Moradores do Borel e a deputada estadual Mônica Francisco.

Será o dia inteiro de atividades na principal via de acesso ao bairro, a Rua São Miguel, que estará fechada para a comemoração. No local,  haverá uma Feira Solidária, com espaço para empreendedores locais que irão vender produtos nas áreas de gastronomia, artesanato e moda; além de uma Exposição de Fotografia, contando a história do Borel através de imagens e depoimentos.

Para a ativista de favelas e deputada estadual, Mônica Francisco, o morro do Borel significa território de resistência . “A favela é parte importante da cidade e comemorar 100 anos de ocupação popular é lembrar a trajetória de lutas construídas por milhares de famílias que vivem, criam seus filhos e tiram seu sustento daqui”, disse a deputada que é cria do Borel.

Na ocasião, serão feitas diversas homenagens às pessoas que prestaram serviços e contribuíram na história do território. Essas indicações foram feitas pelas  representações da rede de referências do Borel e as honrarias são de dois tipos: a entrega do diploma “As Lutas do Povo do Borel”, a cerca de 33 pessoas, e a “Menção de Louvor” para os dez maiores destaques no decorrer da história da comunidade.

A programação também vai contar com o Concurso de “Melhor Samba” e de “Miss Borel”, um desfile de moda nas categorias infantil e adulto, com modelos moradoras do Borel, preparadas pelo professor Ed, e os primeiros lugares serão premiados. O desfile será aberto pelo Mister Universo, Ruan Mendes, morador do Borel.

A partir das 15 horas, será o momento das apresentações artísticas locais com grupos de MC’s e pagode, como: FLOWNISIO MC, Willian e Duda do Borel, Thi camps, Tony Rodrigues, Tiago Tadi e Alê Lopez. Para finalizar, a partir das 17 horas, Filipe Vieira, diretor do Instituto da Unidos da Tijuca, abrirá a apresentação da Escola de Samba onde estarão presentes vários pavilhões da escola para cantar os parabéns à comunidade.

Sobre o Borel 

O Morro do Borel é uma favela localizada no bairro da Tijuca, na Zona Norte da Cidade do Rio de Janeiro. Sua ocupação tem início datado de 1921, a partir do processo de demolição do Morro do Castelo, no Centro do Rio de Janeiro.

A população que vivia naquele local se viu obrigada a migrar para outras regiões da cidade e a região que hoje é o Morro do Borel foi uma das que mais recebeu moradores. Assim como todas as favelas da cidade, a constituição do Borel se inicia enquanto uma solução para uma crise habitacional daquele tempo. Antes de ser ocupada pela população em busca de habitação, era propriedade da família francesa Puri Borel, que vivia de extração de madeira.

Hoje, o acesso principal para o morro é pela Rua São Miguel e, de acordo com o Censo 2010, a favela conta com 7547 moradores, que são distribuídos em 2165 domicílios. Estima-se que o número real de moradores da região seja muito maior ao apresentado pelo IBGE, mas que por conta da rotatividade grande de moradores, os números oficiais registrem sempre 1/3 do número real. Em 2018, a área total ocupada por construções superava os 300 mil metros quadrados, de acordo com o Instituto Pereira Passos (335.267m²).

 

 



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
26 de Janeiro de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »