Patrulhando a Cidade

PM reformado é preso suspeito de ser tesoureiro da maior milícia do Rio

Uma das empresas do esquema faturou R$ 42 milhões em cinco anos

Por Redação Tupi

O PM reformado Clayton da Silva Novaes foi preso na manhã desta quarta-feira suspeito de controlar e movimentar o dinheiro da maior milícia do estado. A Polícia Civil também capturou outras três pessoas. Clayton foi pego em Paracambi, na Baixada Fluminense.

À esquerda, Luís Antônio da Silva Braga, o Zinho. À direita e o PM reformado Clayton da Silva Novaes. Foto: Reprodução/PCERJ

Núcleo de Investigação ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil também procura por outras quatro pessoas. Uma delas é Luís Antônio da Silva Braga, conhecido como Zinho e irmão do miliciano Wellington da Silva Braga, o Ecko, chefe da maior milícia do Rio. Além disso, a operação visa cumprir outros 11 mandados de busca e apreensão.

De acordo com as investigações, Zinho e Clayton tinham um esquema que contava com empresas, uma delas teve o faturamento de R$ 42 milhões entre 2012 e 2017. A Justiça do Rio determinou o bloqueio e sequestro de bens de empresas.

 

 

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
25 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »