Rio

Polícia afasta agentes de segurança envolvidos no caso João Pedro

Bala que matou João Pedro saiu de um fuzil

Por Marcelo Silva

(Foto: Reprodução)

A Polícia Civil afastou preventivamente os três agentes da Coordenadoria de Recursos Especiais, a CORE que participaram da ação que resultou na morte do menino João Pedro, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.

Os policiais são apontados como os que entraram dentro do imóvel em que o jovem de 14 anos, estava acompanhado de familiares e amigos, na comunidade do Salgueiro, na madrugada da última terça-feira.

Segundo informações de líderes comunitários da região, a casa em que João Pedro estava quando foi baleado tinha mais de 70 marcas de tiros. De acordo com o laudo da perícia, a bala que atingiu o menino é do mesmo calibre dos fuzis utilizados pela polícia.

No entanto, a investigação não confirma que o tiro foi efetuado por um dos policiais civis que participaram da operação. Ao todo, Três fuzis e uma pistola dos agentes envolvidos na ação foram apreendidos pela Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo que investiga o caso.

Comentários
enquete

Dia Mundial do desenhista? Você gosta de desenhar?

Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Abril de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »