Rio

Polícia Civil fará reprodução simulada para solucionar morte de adolescente em São Gonçalo

João Pedro, de 14 anos morreu após uma operação policial na comunidade do Salgueiro

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução)

A Polícia Civil vai fazer uma reprodução simulada da morte do menino, João Pedro, de 14 anos, para descobrir quem é o responsável pelo disparo que tirou a vida do adolescente.

O assassinato do menino completa uma semana na próxima terça-feira (26). Os investigadores da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, já sabem o que garoto foi atingido por um tiro de fuzil.

A bala é similar as que são utilizadas nos fuzis da Polícia Civil, e também aquelas encontradas nos armamentos de algumas quadrilhas do tráfico de drogas do Rio.

Segundo informações de líderes comunitários, a casa em que o menino estava com amigos e familiares, foi atingida por mais de 70 disparos.

No dia da morte de João Pedro, agentes da Polícia Federal invadiram a comunidade para cumprir mandados de prisão e busca e apreensão com o apoio de Policiais da Coordenadoria de Recursos Especiais, a CORE.

Os agentes da CORE são apontados pelos moradores como os responsáveis pelos disparos que atingiram a casa em que o adolescente estava. Na versão dos policiais, houve uma troca de tiros entre eles e criminosos da comunidade do Salgueiro.

Três policiais do departamento que é considerado a tropa de elite, da Polícia Civil do Ri já prestaram depoimento para a delegacia que investiga o caso. As armas dos agentes envolvidos na operação também foram apreendidas pela perícia.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
12 de Julho de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Bola em Jogo
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »