Rio

Polícia prende dois acusados de chefiar matadores de aluguel

Agentes cumprem quatro madados de prisão

Por Redação Tupi

(Foto: Cyro Neves / Super Rádio Tupi)

A Polícia Civil e o Ministério Público deflagraram, na manhã desta terça-feira (30), a Operação Tânatos, contra os chefes do chamado Escritório do Crime. O grupo é formado por policiais, ex-policiais e milicianos.

O escritório do crime é investigado por uma série de homicídios, inclusive o da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Ao todos, foram expedidos quatro mandados de prisão e vinte de busca e apreensão.

Até o momento, dois dos quatro alvos foram presos. São os irmãos Leandro e Leonardo Gouvêa da Silva, conhecidos, respectivamente, como Tonhão e Mad. Anderson de Souza Oliveira, conhecido como Mugão; e João Luiz da Silva, o Gago, seguem foragidos.

Em uma das denúncias apresentadas, o MP descreve que na atuação do grupo criminoso há emprego ostensivo de armas de fogo de grosso calibre, agressividade e destreza.

O Ministério Público indica ainda que os denunciados possuíam ligação estreita com Adriano Magalhães da Nóbrega, o Capitão Adriano, morto em confronto com a polícia em fevereiro deste ano, na Bahia.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
09 de Julho de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »