Jornalismo

Polícia tenta descobrir se bomba lançada contra casa de testemunha do caso Flordelis foi retaliação

Ocorrência foi feito na Delegacia de Homicídios de Niterói, que investiga o caso.

Por Diana Rogers

Foto: Reprodução

A Delegacia de Homicídios de Niterói investiga a denúncia de uma testemunha da investigação da morte do pastor Anderson de Carmo. A deputada Federal Flordelis, viúva do pastor, é apontada como mandante do assassinato.

Em depoimento à polícia, a empresária Regiane Rabelo, que mora em Itaipuaçu, em Maricá, na Região Metropolitana do Rio, afirmou que uma bomba caseira foi jogada em um corredor externo da casa dela, na madrugada desta sexta-feira (04). Ela e o marido estavam no local no momento do ataque.

Imagens de câmeras de segurança no entorno da casa foram coletadas para tentar identificar o responsável por jogar o artefato. A empresária é ex-patroa de Lucas, um dos filhos adotivos de Flordelis, preso acusado de envolvimento no crime. Ela acredita estar sendo vítima de retaliações após ter denunciado a deputada federal.

O relato da testemunhas será encaminhado à corregedoria da Câmara, que fará um relatório e depois submeterá o ocorrido à análise da Mesa Diretora. O caso deve ser encaminhado ao Conselho de Ética. Depois de notificada, a deputada terá 10 dias para apresentar sua defesa por escrito.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Pedro Augusto
« Programa Anterior
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »