Rio

Policiais civis envolvidos em morte de adolescente em São Gonçalo irão prestar novo depoimento

Menino João Pedro foi morto com um tiro de fuzil 556, nas costas, dentro da casa dos tios, no dia 18 de maio

Por Redação Tupi

(Divulgação: Redes Sociais)

Os Policiais Civis envolvidos na operação que resultou na morte do adolescente João Pedro Mattos Pinto, de 14 anos, na favela do Salgueiro, em São Gonçalo, serão ouvidos novamente para acrescentar mais informações ao inquérito que investiga a conduta dos agentes na ação.

De acordo com a  Delegacia de Homicídios de Niterói, todos os policiais civis que participaram da operação entregaram as armas para confronto balístico, três deles foram afastados das funções. Familiares de João Pedro e os adolescentes que estavam na casa com ele também são aguardados para que possam ser ouvidos.

De acordo com a Civil, após a conclusão de todos os depoimentos, será realizada uma reprodução simulada. O menino João Pedro foi morto com um tiro de fuzil 556, nas costas, dentro da casa dos tios, no dia 18 de maio, após policiais civis entrarem atirando na residência durante uma incursão.

Comentários

enquete

Você acha que o Vasco da Gama leva a Taça Rio?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
17 de Maio de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »