Rio

Prefeitura recorre à Justiça para manter show gospel no Réveillon

No recurso, a PGM argumenta que a escolha e contratação dos artistas que vão  se apresentar no Réveillon Rio 2020 é de responsabilidade da empresa vencedora

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Reprodução/ Facebook)

A Prefeitura do Rio, por meio da Procuradoria Geral do Município recorreu nesta quinta-feira da decisão da Justiça  que suspendia o show da cantora gospel Anayle Sullivan no palco principal do Réveillon em Copacabana.

No recurso, a PGM argumenta que a escolha e contratação dos artistas que vão  se apresentar no Réveillon Rio 2020 é de responsabilidade da empresa vencedora do caderno de encargos. Além disso, a PGM também argumenta que a realização de shows musicais não configura apologia a segmentos religiosos.

“A jurisprudência é farta ao não confundir a realização de espetáculos artísticos e culturais com o incentivo ou proibição de cultos religiosos de qualquer matriz, sendo somente esses dois últimos os sujeitos a vedação constitucional”, diz o órgão.

O Tribunal de Justiça determinou na semana passada a suspensão do show da cantora gospel Anayle Sullivan. O pedido foi feito pela Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos, que alegou violação da laicidade do Estado e da liberdade religiosa.

 

recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
27 de Janeiro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Clóvis Monteiro
« Programa Anterior
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »