Jornalismo

Presidente do STF suspende impeachment de Witzel

De acordo com Dias Toffoli um processo de impeachment precisa seguir com rigor as regras previstas na Constituição e nas leis

Por Redação Tupi

(Foto: Eliane Carvalho / Divulgação Gov. Estado)

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, determinou na noite desta segunda-feira (27), que a Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), forme uma nova comissão especial para analisar o processo de impeachment do governador Wilson Witzel (PSC). Toffoli atendeu a um pedido feito pela defesa do governador.

De acordo com os advogados, há irregularidades no andamento do processo, entre os motivos está o fato de uma comissão especial de impeachment ser instituída sem votação, o colegiado é formado por 25 integrantes em vez de 18 e a formação de comissão que não respeitou a proporcionalidade.

Na decisão, Toffoli determina que o novo colegiado do impeachment deve observar a proporcionalidade de representação dos partidos políticos e blocos parlamentares. O presidente do STF também determinou que a Procuradoria-Geral da República se manifeste sobre a ação.

De acordo com Dias Toffoli, um processo de impeachment precisa seguir com rigor as regras previstas na Constituição e nas leis.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
07 de Agosto de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Tupi na Rede
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »