Conecte-se conosco

Rio

Projeto que leva pessoas em situação de vulnerabilidade social para passeios culturais segue ampliando atividades

Parque Bondinho Pão de Açúcar continua sendo um dos principais parceiros desta iniciativa

Publicado

em

Projeto que leva pessoas em situação de vulnerabilidade social para passeios culturais segue ampliando atividades (Foto: Divulgação)
Projeto que leva pessoas em situação de vulnerabilidade social para passeios culturais segue ampliando atividades (Foto: Divulgação)

Idosos, pessoas com deficiência, crianças, e população em situação de rua já foram contemplados pelo projeto Cultura do Pertencimento, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. A proposta tem melhorado a autoestima, a integração entre os grupos beneficiados, e o sentimento de pertencimento. O Parque Bondinho Pão de Açúcar tem sido um dos parceiros mais constantes neste processo, e já proporcionou muita alegria a pessoas assistidas pelo Estado, como os moradores do Abrigo Cristo Redentor, os atendidos pela Superintendência de Pessoas com Deficiência, além de um grupo de mulheres pela ação pelo Dia da Consciência Negra e contra o racismo.

“O Cultura do Pertencimento está ajudando a transformar a percepção de nossos assistidos, a integrar os grupos, e estamos contando com o apoio de importantes parceiros, como o Parque Bondinho Pão de Açúcar, que abraçou a nossa iniciativa de dar a oportunidade para quem vive em situação de vulnerabilidade social de estar participando do que o nosso estado tem de mais bonito e relevante em termos de lazer e cultura”, destaca a secretária Rosangela Gomes.

Desta vez, o Cultura do Pertencimento levou, junto com o Parque Bondinho do Pão de Açúcar, as alunas do Programa Empoderadas, que trabalham na prevenção da violência, acolhimento, atendimento psicológico e jurídico, além de prestarem capacitação profissional para as mulheres. Ao todo, 14 alunas subiram ao Morro da Urca e se deslumbraram como uma das vistas mais lindas da capital fluminense. São mulheres na faixa de 50 e 68 anos, que nunca tiveram oportunidades como essa, mas que estão inscritas nas aulas práticas e/ou nos cursos de capacitação profissional.

“Essa parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos é um grande presente para nós, já recebemos algumas visitas deles e sempre com um grupo de pessoas que nunca se imaginou vivendo um dia tão mágico no Parque Bondinho Pão de Açúcar. E podermos emocionar e encantar novas pessoas nos deixa muito felizes, essa é a nossa missão mesmo. Já estamos ansiosos pelo próximo grupo que iremos receber”, comenta Gustavo Maciel, Gerente Geral do Parque Bondinho.

Bruna da Silva, de 42 anos, do Empoderadas da Casa da Mulher Caxiense, era uma das mais animadas durante a visita. E já queria participar de outros passeios.

“Foi a primeira vez que eu andei no bondinho, gostei muito, foi maravilhoso para mim e para as outras alunas. Não teria a oportunidade de ir a um lugar assim. Ver algo tão bonito, distrair, conhecer um pouco da história do Rio de Janeiro. Espero que tenha outros passeios como esse”, ressaltou Bruna.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *