Rio

Relatório final da CPI da Intolerância Religiosa é aprovado pela Alerj

Comissão investigou origens da violação à liberdade de crença no Estado do Rio

Por Camila Moraes

deputado Átila Nunes
(Reprodução)

A Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou, nesta quarta-feira (13), o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito criada para apurar os crimes de intolerância religiosa no Estado. O texto de autoria do deputado Átila Nunes solicita que a Polícia Civil e o Ministério Público incluam na investigação ou na denúncia o líder religioso, quando houver indícios da participação dele como mentor ou coautor do crime. Além disso, a medida requer a inclusão na grade de formação dos agentes da Polícia Civil, um treinamento para atender as vítimas de preconceito religioso.

A CPI também recomenda que o Instituto de Segurança Pública (ISP) divulgue anualmente informações relativas à intolerância e ao racismo religioso. O objetivo é ajudar na criação de políticas públicas de segurança. Vale ressaltar que o relatório de 152 páginas, solicita que o Estado do Rio de Janeiro inclua no programa Aluguel Social vítimas que perderam moradias, como aquelas pessoas que foram expulsas de casa por traficantes que não concordavam com as crenças praticadas pelas vítimas.

Não basta correr atrás de quem foi intolerante. É preciso aprofundar as investigações, descobrir de onde parte tanto preconceito e cobrar da justiça que responsabilize os líderes religiosos que propagam mensagens de discriminação à crenças de outras pessoas. É inadmissível que continuem com discursos de incentivo à perseguição religiosa no estado”, afirmou Átila Nunes.

 

 

 

 

 

 

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
14 de Maio de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show da Galera
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
21:00 - Botequim do Mister
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »