Baixada Fluminense

Restos mortais de irmão de policial morto queimado segue no IML de Caxias

Exame de DNA será providenciado para agilizar o processo de identificação

Por Cyro Neves

IML de Duque de Caxias
IML de Duque de Caxias (Foto: Cyro Neves / Super Rádio Tupi)

Os restos mortais do corpo do irmão de um policial rodoviário federal queimado por traficantes da comunidade do Corte 8, em Duque de Caxias, segue no IML da cidade.

Exame de DNA será providenciado para agilizar o processo de identificação.

A vítima estava em uma festa de aniversário, neste domingo (10), na Rua Doutor Furquim Mendes, quando teria se desentendido com uma outra pessoa.

Testemunhas informaram que ele teria efetuado dois tiros para o alto.

Ele foi abordado por bandidos que o levaram para o alto do morro, onde foi morto no chamado “microondas” do tráfico.

Policiais militares, civis e rodoviários fizeram uma grande operação no local dando início a um tiroteio.

O corpo foi localizado esquartejado e carbonizado. O carro em que a vítima estava, também foi encontrado com marcas de sangue.

Uma mulher que estava com ele, foi resgatada machucada.

Os policiais chegaram a encontrar na comunidade, quatro motos roubadas, uma granada, trezentas trouxinhas de crack, quatro mil e cem papelotes de cocaína.

O irmão do policial rodoviário tinha 41 anos. Ele era colecionador, atirador e caçador.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
22 de Maio de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
20:00 - Fala, Galera
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »