Conecte-se conosco

Rio

Serviço emergencial na Elevatória do Lameirão continua afetando o fornecimento de água

Companhia se comprometeu com a Defensoria e com o Ministério Público a instalar um gabinete de crise para resolver a situação

Publicado

em

Prédio da Cedae
Foto: Reprodução

(Foto: Tomaz Silva/ Divulgação: Agência Brasil)

Desde o dia 15 de novembro, moradores do Rio e de Nilópolis, na Baixada Fluminense, sofrem com a falta d’água por conta de um serviço emergencial da Cedae na Elevatória do Lameirão, em Senador Vasconcelos, na Zona Oeste.

Segundo a empresa, o abastecimento está reduzido em 25 por cento para as áreas afetadas e está sendo realizado um sistema de rodízio. O problema afeta um milhão de pessoas.

A companhia se comprometeu com a Defensoria e com o Ministério Público a instalar um gabinete de crise para resolver a situação. A previsão para a normalização do serviço é de até 23 dias.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.