Conecte-se conosco

Rio

VLT Carioca e Barcas realizam ação com foco na prevenção à violência contra as mulheres

Parceria com programa estadual Empoderadas vai levar informação e acolhimento à estação Praça XV e trens na linha 2 com destino à Rodoviária.

Publicado

em

violência contra a mulher
(Foto: Reprodução)

As concessionárias VLT Carioca e CCR Barcas firmaram parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, por meio do Programa Empoderadas, e realizam, nesta quinta, dia 1°/2, uma ação especial de prevenção à violência contra a mulher. A iniciativa contará com atendimento multidisciplinar sobre violência contra a mulher e terá, ainda, demonstração de técnicas preventivas e de alertas para identificação de sinais de risco.

Pela manhã, das 7h30 às 10h, integrantes do Programa Empoderadas farão abordagens aos passageiros com material informativo. Também haverá um stand do programa nas estações da Praça XV do VLT e das Barcas, com atendimento gratuito de assistentes sociais, psicólogos e advogados, disponibilizando espaços de diálogo a quem quiser tirar dúvidas ou solicitar apoio. À tarde, das 16h30 às 19h, o grupo de apoio irá embarcar na linha 2 nos trens do VLT, levando informações sobre o tema aos passageiros nos trens elétricos.

“O período pré-Carnaval é estratégico para o debate sobre a violência contra as mulheres e seus mecanismos de prevenção. O transporte público é um espaço importante para este tipo de debate e estamos engajados no compromisso de trabalhar por uma sociedade cada vez mais livre, diversa e segura para todas as pessoas”, afirmou Luciana Parpinelli, diretora da CCR Barcas.

Sobre o “Empoderadas”

O Programa Empoderadas, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, foi criado em 2019 como uma das iniciativas do Programa Estadual de Enfrentamento ao Feminicídio no Estado do Rio de Janeiro. E busca cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU promovendo a igualdade de gênero. Já são mais de 86 polos em todo o estado do Rio de Janeiro que oferecem treinamento em técnicas de enfrentamento à violência contra meninas e mulheres, além da identificação dos sinais de violência nas situações do cotidiano. Sua metodologia é baseada na prevenção e composta por profissionais preparados para a escuta ativa e acolhimento de mulheres vítimas de violência. A partir da inserção no Programa, a aluna tem acesso a uma rede multidisciplinar de acolhimento, cujo objetivo é apoiar em todas as esferas, seja social, jurídica ou psicológica, incluindo a promoção de cursos profissionalizantes que viabilizem a independência financeira delas.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *