Conecte-se conosco

Brasil

Cresce o número de casos de síndrome respiratória em crianças, jovens e adultos

A análise mostra também reversão de tendência do incremento de casos de SRAG na população a partir de 50 anos de idade

Publicado

em

Castelo da Fiocruz
(Foto: Mateus Mesquita / Super Rádio Tupi )

O novo Boletim InfoGripe da Fiocruz aponta aumento dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em crianças, jovens e adultos no cenário nacional. O atual quadro é decorrente do crescimento, em diversos estados, de diferentes vírus respiratórios como influenza (gripe), vírus sincicial respiratório (VSR) e rinovírus.

A análise mostra também reversão de tendência do incremento de casos de SRAG na população a partir de 50 anos de idade, que é atribuída à diminuição dos casos de SRAG por Covid-19 no Centro-oeste e Sudeste, assim como a desaceleração do crescimento na região Sul.

No país, há indícios de aumento de SRAG na tendência de longo prazo (últimas seis semanas) e de estabilidade na de curto prazo (últimas três semanas). A atualização, que tem como base os dados inseridos no Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica da Gripe (Sivep-Gripe) até 25 de março, é referente à Semana Epidemiológica (SE) 12, de 17 a 23 de março.

Pesquisador do Programa de Computação Científica da Fiocruz (Procc/Fiocruz) e coordenador do InfoGripe, Marcelo Gomes observa que essa conjuntura mascara o crescimento dos casos de SRAG pelos demais vírus respiratórios nessas faixas etárias, especialmente aqueles associados ao vírus influenza A.

“Esse cenário é fundamentalmente igual ao da semana passada. Manutenção de queda nas internações associadas à Covid-19 no Centro-sul, contrastando com o aumento de VSR e rinovírus em praticamente todo o país (incluindo o Centro-sul) e influenza A no Norte, Nordeste, Sudeste e Sul”, informa Gomes.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *