Brasil

Pesquisa aponta que vacinação evitou morte de 43 mil idosos por Covid no Brasil

Estudos da UFPel e Harvard indicam que mortes de população acima dos 70 anos caíram quase pela metade. Sem imunização, o país teria mais de meio milhão de vítimas, afirmam especialistas

Por Mateus Wagner

Fotos: Maurício Bazílio / Divulgação SES

Pesquisadores da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), e da Universidade de Harvard, dos Estados Unidos, afirmam que a imunização evitou a morte de 43.082 pessoas com mais de 70 anos no país. Também segundo o estudo, quanto mais pessoas acima se vacinam, maior é a queda na mortalidade dessa faixa etária.

Para o coordenador do estudo, o epidemiologista Cesar Victora, da UFPel, o Brasil já teria ultrapassado o número de 500 mil mortes de Covid sem a vacinação. Também assinam o estudo os pesquisadores Marcia Castro e Susie Gurzenda, de Harvard, Arnaldo Correia de Medeiros e Giovanny França, do Ministério da Saúde, e Aluisio Barros, da UFPel.

Esses resultados demonstram a efetividade das vacinas AstraZeneca/Oxford e CoronaVac, as primeiras a terem o aval da Anvisa e do Ministério da Saúde para serem distribuídas no Brasil. Especialistas asseguram que as vacinas também são eficazes contra a variante brasileira, a cepa P.1.

Em estudo feito entre fevereiro e abril apontou que 13,8 mil mortes entre maiores de 80 anos foram evitadas com a imunização.

Mesmo com esses dados, Cesar diz que mortes podem ocorrer, porém em menor número. “Nenhuma vacina é 100% efetiva. O que interessa é se, em uma grande população como a brasileira, ela consegue reduzir a mortalidade. E ela conseguiu”, analisa.



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
28 de Julho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »