Jornalismo

Dados divulgados pelo CNJ mostram aumento no número de processos de violência contra a mulher

Número de casos em andamento sobre feminicídio cresceu 34% em relação ao mesmo período de 2017

Números divulgados pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) indicam que cresceu nos últimos dois anos o número de processos em andamento de casos de feminicídio. A violência contra mulher e adoção de medidas protetivas também tiveram aumento.

Conselho Nacional de Justica. Foto: Reprodução

Segundo o quadro elaborado pelo Departamento de Pesquisas Judiciárias do CNJ, no ano passado, havia mais de um milhão de casos pendentes de violência doméstica. O dado equivale a 13% a mais do que em 2016. O número de casos em andamento sobre feminicídio cresceu no mesmo período 34% e alcançou, no ano passado, a marca de 4.461 processos pendentes.

Quanto à adoção de medidas protetivas por decisão judicial, o crescimento foi de 36% e chegou a mais de 339 mil ações determinadas. Há oito anos, o CNJ determina que os tribunais de Justiça mantenham coordenadorias estaduais das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar. Além disso, há mais de uma década,  o órgão recomenda a criação de Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.

recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
21 de Novembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Nenhuma programação disponível
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »