Fluminense

Fluminense tem 14 jogadores emprestados no Brasil e no Exterior

Entre eles, Michel Araújo, Robinho e o peruano Pacheco

Por Sérgio Guimarães

Michel Araujo recebendo abraço do Miguelzinho
Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC

 

A temporada de 2021 ainda não acabou, mas a diretoria tricolor já começa a fazer o planejamento para 2022, evidente que se o tricolor conseguir a classificação para a Libertadores, o orçamento será bem maior do que se planeja, e neste planejamento estão ou não os jogadores emprestados para os clubes brasileiros e do exterior.

O clube tem hoje 14 jogadores emprestados e muitos ficaram sem contrato em dezembro. Entre os 14, estão alguns nomes conhecidos como o uruguaio Michel Araújo e o peruano Fernando Pacheco.

Veja abaixo a situação dos emprestados

Robinho sentado participando de coletiva de imprensa
Foto: Lucas Merçon/Fluminense/Robinho

Robinho

O atacante de 26 anos está em Bangladesh. Ele foi o principal destaque do time o Bashundhara Kings, terminando como artilheiro do campeonato com 21 gols em 23 jogos e eleito o melhor jogador da competição. O empréstimo termina este mês e tem opção de compra. Caso o clube asiático não exerça a opção, o tricolor tem um acordo com o Atibaia-SP, que abrirá as portas para o atleta, deixando 30% dos direitos econômicos nas Laranjeiras.

Michel Araújo

O meia uruguaio, 25 anos, está emprestado ao Al Wasl, o time de Odair Hellmann, nos Emirados Árabes vive uma boa fase em 9 partidas, marcou três gols (1 em amistoso) e vem sendo titular absoluto. O time está em sétimo lugar após seis rodadas. O tricolor recebeu US$ 500 mil dólares (cerca de R$2,8 milhões) pelo empréstimo, com uma opção de compra de Us$ 3 milhões de dólares (R$ 16,8 milhões). O contrato com o Al Wasl vai até junho de 2022 e com o tricolor até dezembro de 2023.

Fernando Pacheco

Fernando Pacheco na sala de trofeus do Fluminense
Foto: Lucas Merçon/Fernando Pacheco/Fluminense

 

O atacante peruano, 22 anos, está no Juventude, mas pouco tem participado da surpreendente campanha do time gaúcho que está fora da zona do rebaixamento (em 14º colocado) e vem dando trabalho para os times grandes no Brasileirão (inclusive arrancou um empate com o Fluminense no Maracanã) Pacheco disputou 13 jogos, nenhum como titular. Ele também não marcou gol e não se firmou. Nos últimos dois meses, entrou apenas uma partida e parece que está fora dos planos da comissão técnica. Ele tem contrato no Juventude até dezembro de 2021 e com o Fluminense até dezembro de 2023.

Pablo Dyego

O atacante de 27 anos, revelado no tricolor, está no CRB, que vem realizando uma excelente campanha na Série B. É titular absoluto, em 11 jogos, tem uma assistência e 3 gols, 2 deles na vitória por 3 x 1 sobre o Náutico, nos Aflitos. O seu contrato com o time alagoano vaio até novembro deste ano e com o Fluminense até dezembro de 2021

Frazan

O zagueiro é outro formado no Fluminense, e que também está no CRB, zagueiro, 25 anos, começou como titular e fez até gol no Campeonato Alagoano, mas foi perdendo espaço no 2º semestre virou reserva da equipe na Série B, onde tem 10 jogos disputados nas 27 rodadas. O seu contrato vai até novembro deste ano e com o Fluminense até dezembro de 2022.

Mascarenhas

Após voltar a jogar depois de dois anos pelo time sub-23 do Fluminense, o lateral-esquerdo de 23 anos e revelado pelo Tricolor foi emprestado ao Sampaio Corrêa há pouco tempo, em agosto, e ganhou sequência no time que está em 11º lugar na Série B. Ele começou como titular em seus seis primeiros jogos, mas na última partida perdeu a posição para o recém-contratado Alyson. Seu contrato com o Sampaio Corrêa vai até novembro de 2021 e com o tricolor até dezembro de 2021.

Yuri

Quem também está na Série A é Yuri, que faz parte do elenco do Cuiabá, atual 10º colocado e a seis pontos do G-6. O volante até começou como titular, porém, virou reserva da equipe e disputou metade das 22 rodadas até aqui. Voltou a ser mais acionado recentemente e entrou em cinco das últimas seis partidas. Vós possuístes contrato no Cuiabá até dezembro de 2021e no Fluminense até dezembro de 2022.

Paulo Filho

Quem também está em um clube da Série A, mas não disputando o Brasileirão, é o goleiro Paulo Filho, de 20 anos e cria de Xerém. Sem nunca ter jogado pelo Fluminense no profissional, ele foi emprestado para a base do Ceará e até o momento atuou em quatro partidas: duas pelo Campeonato Cearense Sub-20, uma pelo Brasileiro Sub-20 e uma pelo Brasileiro Sub-23. O seu contrato no Ceará vai até dezembro de 2021 e no tricolor é até dezembro de 2021.

Caio Vinicius

Já na Série B, o Fluminense tem alguns destaques, como por exemplo Caio Vinícius, titular absoluto na boa campanha do Goiás, atual quinto colocado e na briga pelo acesso. Cria de Xerém, o volante jogou em 26 das 27 rodadas até aqui e marcou até dois gols. O contrato no Goiás vai até novembro de 2021 e no Fluminense até maio de 2022.

Samuel “Granada

Mais uma cria de Xerém, o jovem centroavante de 21 anos também está na Série B, mas foi o tricolor menos utilizado até aqui. Chegou ao Vitória ainda no primeiro semestre, mas não conseguiu ganhar sequência e chegou a descer para jogar no time sub-23 do Leão. Atualmente, é reserva no profissional, onde entrou só quatro vezes e não marcou nenhum gol. Contrato no Vitória: até novembro de 2021 e o contrato no Fluminense vai  até dezembro de 2025.

Rodolfo

Já na Série C, houve um tricolor na disputa: Rodolfo. O goleiro de 30 anos foi emprestado ao Oeste após o fim de sua suspensão por doping no início da temporada e virou titular da equipe no Campeonato Paulista. Tanto que o clube pediu a renovação do empréstimo, que seria só até o fim do Estadual, e foi prorrogado para jogar a Terceira Divisão. Mas perdeu espaço após a contratação de Fernando Henrique (aquele mesmo, ex-Fluminense) e sequer ficou no banco nas últimas partidas da primeira fase. O time terminou como lanterna do Grupo B e acabou rebaixado. Contrato no Oeste: até dezembro de 2021
Contrato no Fluminense: até dezembro de 2021

Diogo Santos

Também com passagem por Xerém, o volante de 20 anos e ex-seleção sub-18 nunca jogou no profissional do Fluminense e foi em busca de afirmação no Joinville no início da temporada. Mas o jovem atuou só em 10 partidas até aqui, tendo ganhado maior sequência no Campeonato Catarinense, onde disputou seis jogos, quatro como titular. Mas na Série D só entrou uma vez em campo. O contrato no Joinville vai até dezembro de 2021 e no Fluminense até dezembro de 2021.

Geovani

Assim como Diogo Santos, o zagueiro de 21 anos também não teve espaço no profissional do Fluminense, onde foi formado, e seguiu para ser revelado no Joinville. Porém, jogou ainda menos que o companheiro tricolor: foram só seis partidas até aqui, quatro delas no campeonato.

Raí

Contratado junto ao Americano para o time sub-23 do Fluminense, o lateral-esquerdo de 21 anos chegou a jogar no profissional, mas foi emprestado ao Bangu para a disputa da Série D. E ele ganhou sequência no Alvirrubro, onde virou titular e disputou 17 partidas, 15 delas na Quarta Divisão nacional. A equipe se classificou para a fase mata-mata, mas acabou eliminada pelo Joinville. Raí inclusive voltou ao Tricolor nesta semana e já treina no CT Carlos Castilho. O contrato dele no Bangu terminou e o contrato no Fluminense vai até dezembro de 2022.

Outros dois jogadores que estavam emprestados nesta temporada, mas retornaram há mais tempo, foram o atacante Lucas Barcelos, de 23 anos, e o lateral-direito Wisney, de 22. O primeiro estava no Confiança e disputou 18 jogos, só um na Série B, e acabou devolvido antes do fim do contrato. Já o segundo no carioca atuou pelo Boavista em nove partidas no período. A dupla voltou ao Tricolor e chegou a jogar as últimas rodadas do Campeonato Brasileiro Sub-23. O contrato do Lucas Barcelos vai até dezembro de 2021 e o do Wisney e até dezembro de 2022.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
16 de Outubro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Botequim do Mister
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »