Sentinelas da Tupi

França deve adotar pulseira ‘anti-aproximação’ para diminuir feminicídios

Pulseira já existe na Espanha, onde os feminicídios caíram de forma significativa

Por Deysiane Roulian

Foto: (Reprodução)

O Parlamento da França, país em que mais de 210 mil mulheres são vítimas a cada ano de violência física ou sexual por parte do seu parceiro, deve aprovar em definitivo nesta quarta-feira (18) a pulseira ‘anti-aproximação’ para afastar homens violentos. O Senado Francês aprovará o projeto de lei que recebeu apoio quase unânime da Assembleia Nacional na semana passada, onde 92 dos 95 deputados votaram a favor.

O número de feminicídios na França este ano superou os dados registrados em 2018 pelo governo, com 122 casos confirmados, de acordo com um balanço da Agence France-Presse (AFP).  A pulseira, que já existe na Espanha, onde os feminicídios diminuíram de forma significativa, permite a geolocalização e manter à distância os ex-paceiros violentos por meio da ativação de um sinal.

O uso do dispositivo eletrônico ficará sujeito ao consentimento do conjugue violento, ela pode ser ativada “como uma penalidade, antes do julgamento no âmbito civil de um controle judicial ou à margem de qualquer denúncia no âmbito civil de uma ordem de restrição”, afirmou a ministra francesa da justiça, Nicole Belloubet.

Comentários
enquete

Os quatro maiores clubes do Rio se sairão melhor na segunda rodada do carioca?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
06 de Março de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Nenhuma programação disponível
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
03:00 - Show do Mário Belisário
11:00 - Programa Francisco Barbosa
15:00 - Show da Galera
21:00 - Show de Bola
08:00 - Programa Roberto Canazio
06:00 - Fala Garotinho
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »