Sentinelas da Tupi

França deve adotar pulseira ‘anti-aproximação’ para diminuir feminicídios

Pulseira já existe na Espanha, onde os feminicídios caíram de forma significativa

Por Deysiane Roulian

Foto: (Reprodução)

O Parlamento da França, país em que mais de 210 mil mulheres são vítimas a cada ano de violência física ou sexual por parte do seu parceiro, deve aprovar em definitivo nesta quarta-feira (18) a pulseira ‘anti-aproximação’ para afastar homens violentos. O Senado Francês aprovará o projeto de lei que recebeu apoio quase unânime da Assembleia Nacional na semana passada, onde 92 dos 95 deputados votaram a favor.

O número de feminicídios na França este ano superou os dados registrados em 2018 pelo governo, com 122 casos confirmados, de acordo com um balanço da Agence France-Presse (AFP).  A pulseira, que já existe na Espanha, onde os feminicídios diminuíram de forma significativa, permite a geolocalização e manter à distância os ex-paceiros violentos por meio da ativação de um sinal.

O uso do dispositivo eletrônico ficará sujeito ao consentimento do conjugue violento, ela pode ser ativada “como uma penalidade, antes do julgamento no âmbito civil de um controle judicial ou à margem de qualquer denúncia no âmbito civil de uma ordem de restrição”, afirmou a ministra francesa da justiça, Nicole Belloubet.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Alexandre Ferreira
« Programa Anterior
02:00 - Na Companhia Do Garcia
04:00 - Show do Mário Belisário
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »