Conecte-se conosco

Brasil

Homem preso pela PF nega participação nas mortes de Bruno e Dom

Acusado admitiu conhecer pelo menos um dos três envolvidos nos assassinatos

Publicado

em

Acusado admitiu conhecer pelo menos um dos três envolvidos nos assassinatos
Ele foi capturado pela Polícia Federal e recebeu voz de prisão em flagrante por uso de documento falso

O acusado de participar dos assassinatos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, que foi detido pela Polícia Federal na quinta-feira, por uso de documentos falsos, afirmou a PF que não tem qualquer relação com os homicídios e a ocultação dos corpos.

O acusado conhecido apenas como Colômbia, compareceu deforma voluntária à delegacia da PF em Tabatinga, no Amazonas para de saber se estava sendo investigado e para refutar acusações veiculadas na imprensa.

O suspeito apresentou duas identidades, uma brasileira e outra colombiana. Em uma ele é identificado como Rubens Vilar Coelho, nascido em Benjamim Constant, no Amazonas. Porém, em outro suposto documento de identidade, ele aparece com nome de Rubén Darío da Silva Vilar, nascido na cidade de Leticia na Colômbia.

O acusado negou participação no crime, mas admitiu que conhece pelo menos um dos três envolvidos nos assassinatos de Bruno e Dom.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *