Brasil

Inflação de janeiro a setembro foi maior para as famílias mais pobres

Diferença no peso da inflação para os mais ricos e os mais pobres está principalmente no aumento de preços de alimentos em 2020

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Agência Brasil)

Dados do indicador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) apontam que, nos noves primeiros meses do ano, a inflação para as famílias de renda mais baixa acumula alta de 2,5%. Já a taxa para as famílias mais ricas ficou em 0,2%. Segundo a pesquisa, setembro registrou aceleração dos preços em todas as classes pesquisadas.

O indicador divide as famílias brasileiras em seis faixas de renda e avalia como a inflação afeta, mês a mês, cada um dos grupos. A classificação da pesquisa aponta que as famílias de renda mais baixa são as que ganham até R$ 1.650,50. Já as famílias de renda mais alta são as que têm ganho superior a CR$ 16.509,66.

Essa diferença no peso da inflação para os mais ricos e os mais pobres está principalmente no aumento de preços de alimentos em 2020. Muitos alimentos ficaram mais caros, porém o preço do arroz foi o maior destaque.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
29 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Baú da Tupi
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
08:00 - Show do Heleno Rotay
22:00 - Giro Esportivo
11:00 - Samba Social Clube
03:00 - Domingo Show
12:00 - Bola em Jogo
06:00 - Ele & Ela
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »