Conecte-se conosco

Educação

JA RJ e IJCA oferecem guia on-line gratuito para jovens com dicas sobre acesso e permanência em universidades

Material exclusivo produzido por pesquisadora da Universidade Federal Fluminense visa compartilhar dicas para estudantes que sonham em realizar uma graduação.

Publicado

em

Universidade
Universidade (Foto: Divulgação / UVA)

Ensino Médio terminando, e agora? Com o intuito de auxiliar os jovens nesta difícil escolha, o Instituto Jelson da Costa Antunes (IJCA) e a ONG JA Rio de Janeiro apresentam o Guia de Acesso e Permanência 2023. O material informativo é o primeiro nessa categoria e reúne dicas estratégicas sobre como ingressar no universo acadêmico. O objetivo do guia é, também, ser uma referência na garantia a uma educação de qualidade e de mobilidade social para os jovens estudantes em vulnerabilidade socioeconômica, sobretudo os oriundos da rede pública de ensino.

O conteúdo corrobora uma tendência negativa no cenário universitário fluminense. A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) acaba de divulgar que mais de 12,7 mil estudantes deixaram a instituição desde o início da pandemia até o fim de 2022. E desse total, mais de 5 mil estudantes ingressaram por meio de programas de ações afirmativas, as cotas sociais.

Outros números acendem um alerta para o contexto de desistência. De acordo com os dados mais recentes do Ministério da Educação (MEC) e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a taxa de evasão nas universidades públicas em 2021 foi de 9,4%.

“O que a gente espera é que jovens de escolas públicas e núcleos de pré-vestibulares, quando acessarem o Guia, possam encontrar muitas informações de qualidade, com dicas práticas. Enxerguem horizontes e que, de alguma forma, se sintam um pouco mais seguros e conscientes nessa nova etapa da vida. Informação é poder e o que mais desejamos é que tais caminhos indicados no Guia possam fazer a diferença na vida dos jovens no ensino superior”, declara a coordenadora executiva do IJCA, Maysa Gil.

Democratização do acesso a vestibulares e programas de permanência

O Guia de Acesso e Permanência, que pode ser baixado gratuitamente no formato de e-book clicando aqui, serve como fonte de pesquisa, ajudando a democratizar o acesso a informações essenciais para ingresso e permanência consolidados. É direcionado para os jovens que estejam em busca do caminho universitário e para os que já estão na universidade e não sabem quais cartelas de oportunidades e programas de incentivo disponibilizados pelas instituições.

Ele visa ligar o estudante ao serviço e/ou programa ofertado pela sua instituição de ensino de seu interesse. E apresenta informações valiosas e atualizadas sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e outros vestibulares, programas de permanência (monitoria, extensão e pesquisa) e de assistência estudantil (moradia estudantil, alimentação, transporte, saúde, inclusão digital, cultura, esporte, creche e apoio pedagógico, etc.), sejam aqueles realizados por instituições de ensino ou os ofertados por agentes públicos (estadual e municipal) e privados.

O Guia está distribuído em 15 tópicos: assistência estudantil, principais programas e bolsas, restaurantes universitários, moradia, apoio acadêmico, transporte, creche, cursos de línguas, atenção à saúde, espaços culturais, práticas esportivas, acessibilidade, empréstimo de equipamentos, diretório central de estudantes e ouvidorias.

“Temos condições de observar onde há avanços e ausências de alternativas que favoreçam a presença e continuidade do processo educacional e formativo do jovem de origem popular. Com isso, o Guia nasceu da experiência dos profissionais e dos alunos no Programa Fortalecendo Trajetórias, que promove acesso às matérias de Português e Matemática como Reforço Escolar e no processo cuidadoso e customizado de acompanhamento pedagógico e social dos adolescentes e jovens juntamente com as suas famílias”, explica Maysa Gil.

O manual atua também em questões de políticas públicas, programas, projetos e ações que vêm sendo elaboradas e implementadas no Estado do Rio de Janeiro e em alguns municípios sobre pesquisa, assistência estudantil, saúde, esporte, cultura, moradia e transporte. E, de forma bem completa e atualizada, reúne, em 140 páginas, o conjunto de políticas, programas, projetos e ações que vêm sendo elaboradas e implementadas nas principais universidades públicas e privadas no Estado do Rio de Janeiro.

A ideia do guia é esclarecer as dúvidas e manter os estudantes informados sobre questões que foram ouvidas, observadas, questionadas e necessárias nesses 18 anos de convivência do IJCA com os mais de 4 mil alunos que passaram pelo instituto.

“Mais de 80% dos jovens que passaram pelo programa entre 2005 e 2021 foram aprovados em universidades. Queremos estimular e viabilizar desde os anos finais do ensino médio condições para o ingresso e permanência no ensino superior”, completa a coordenadora executiva do IJCA.

Outros programas sociais e iniciativas de permanência

O material possui mais 40 iniciativas de permanência, incluindo: universidades e ações governamentais, como a Bolsa permanência-MEC, bolsa permanência-Prouni, auxílio-transporte, auxílio-alimentação, auxílio-creche, auxílio-acolhimento para estudantes ingressantes, auxílio ao estudante com deficiência, auxílio- moradia, bolsa de desenvolvimento acadêmico, programa auxílio educação infantil, pule-uff, programa de apoio à saúde do estudante, apoio-gestante, saúde e cuidado feminino e escuta psicológica.

Engloba também bolsa-atleta, empréstimo emergencial de equipamento, secretaria de acessibilidade e inclusão, solicitação de tradutor e intérprete, monitoria, bolsa pibic, pibinova, pibiti, bolsa extensão, residência estudantil, auxílio material didático, clac-UFRJ, auxílio inclusão digital, licom-UERJ, ônibus intercampi, curso de línguas-Unirio, bolsa iniciação artística, curso de línguas-UFRRJ, Fesp-PUC, entre outros.

Outras importantes informações de iniciativas públicas que estão inseridas no Guia: Restaurante do povo e o espaço universitário, programa de promoção social agentes pela cidadania, curso de línguas, passaporte universitário, passe livre universitário.

Foram mapeados os vestibulares que ocorrem no Rio de Janeiro e as provas das universidades estaduais e federais, totalizando 10 instituições: UERJ, CEDERJ, UENF, UFF, UFRJ, UNIRIO, UFRRJ, PUC-RJ, CEFET-RJ e IFR. O conteúdo reúne também sete ações de projetos e programas de acesso e permanência no Sisu, PROUNI, Fies, vestibular UERJ, vestibular CEDERJ, vestibular UENF, bolsa filantrópica (PUC-Rio).

“Nesses 24 anos de atuação, a JA Rio de Janeiro já ofereceu mais de 350 mil experiências educacionais a adolescentes, jovens e pessoas em vulnerabilidade socioeconômica, por meio do voluntariado corporativo. Contribuir com a divulgação estratégica do Guia de Acesso e Permanência nas Universidades é mais uma oportunidade de apoiar a jornada de quem sonha em ingressar no Ensino Superior, principalmente estudantes de escolas públicas”, destaca Renata Guimarães, diretora executiva da JA Rio de Janeiro.

Todo o material foi produzido em cinco meses, fruto de um longo estudo, incluindo pesquisas de campo e bibliográficas e reuniões presenciais aos institutos da doutora em Serviço Social pela PUC-Rio e mestre em Política Social pela Universidade Federal Fluminense (UFF) Giselle Pinto, pesquisadora na área de educação superior, assistência estudantil e relações raciais.

Queda contínua no número de inscritos no Enem e dificuldade de ingresso

Em 2022, se inscreveram para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 3,4 milhões de estudantes. Destes, mais de 243 mil candidatos fizeram a prova no Rio de Janeiro. Em comparação a 2021, o crescimento foi de aproximadamente 300 mil inscritos. No entanto, se comparado aos anos anteriores, o Enem 2022 teve a segunda menor participação desde que o exame foi reformulado, em 2009.

Já em 2023, o Enem registrou 3,9 milhões de inscrições, superando os 3,4 milhões de participantes de 2022. Apesar de esse índice revelar uma crescente melhora após a pandemia da Covid-19, o exame ainda está longe de se aproximar do alcance que já teve no passado.

Em 2016, as inscrições alcançaram mais de 8 milhões de candidatos. Para especialistas, a falta de perspectiva em relação ao Ensino Superior e de políticas públicas que incentivem esses alunos ajudam a explicar a baixa nos números.

“Embora ser aprovado no vestibular seja uma etapa difícil para muitos estudantes, para outros, sobretudo aqueles em situação de vulnerabilidade social, o desafio de entrar e permanecer pode ser ainda maior. Por isso, o conjunto de orientações reunido no Guia pode funcionar como uma ferramenta crucial de acesso democrático ao ensino superior e a todas as benesses disponíveis em programas sociais oferecidos, sobretudo, por instituições públicas”, ressalta a diretora executiva da JA Rio de Janeiro.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *