Baixada Fluminense

Justiça decreta prisão de inspetora da Polícia Civil acusada de matar universitária em Queimados

Policial confessou o crime em depoimento à Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense e passa a ser considerada foragida

Por Redação Tupi

Momento em que Carla é flagrada por câmeras de segurança
Foto: Reprodução

O Tribunal de Justiça de Queimados decretou a prisão preventiva de Carla Patrícia Novaes da Silva, inspetora da Polícia Civil acusada de matar a estudante de Direito Isadora Calheiros Pedrosa, no dia 29 de novembro. De acordo com as investigações, Isadora matinha um relacionamento extraconjugal com o marido de Carla, que descobriu a traição e decidiu matar a jovem.

A policial civil confessou o crime em depoimento à Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), e passa a ser considerada foragida. Isadora era mãe de dois filhos, e um deles com necessidades especiais.

A estudante foi atingida por um tiro na cabeça, disparado por Carla Patrícia pouco depois de uma discussão, em frente a casa da inspetora de polícia.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
17 de Janeiro de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Cidinha Livre
« Programa Anterior
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »