Modal

Justiça decreta prisão preventiva de acusado de matar enteados em Paraty

TJ decidiu converter a prisão em flagrante por prisão preventiva para garantir a ordem pública e assegurar a aplicação da lei penal.

Por Luiz Walcyr

(Foto: Reprodução)

A Justiça do rio decretou, nesta segunda-feira (27), a prisão preventiva de padrastos das crianças mortas durante incêndio, em Paraty, na Costa Verde Fluminense.

Durante audiência, realizada na Casa de Custódia de Volta Redonda, no sul Fluminense, foi decidido a conversão da prisão em flagrante por prisão preventiva para garantir a ordem pública e assegurar a aplicação da lei penal.

De acordo com o Tribunal de Justiça, há indícios suficientes de autoria do crime por parte do acusado a partir de depoimentos.

Fernando Evangelista da Silva, de 36 anos, foi preso na última sexta-feira (24), quando os corpos foram encontrados após um incêndio. Ele vai responder pelos crimes de homicídio consumado, tentativa de feminicídio contra a companheira, Dara Cristina de Almeida Santos Souza, além da prática de crime de incêndio.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Fevereiro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »