Patrulhando a Cidade

O golpe tá aí! Casos de estelionato superam o número de roubos no Rio

De acordo com o Instituto de Segurança Pública, denúncias de fraudes atingiram patamar mais alto da série histórica

Por Marcelo Silva

Entre as ações, haverá o repasse de R$ 160 milhões às Instituições de Longa Permanência para Idosos
(Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

Dados do Instituto de Segurança Pública mostram pela primeira vez, desde o início da série histórica iniciada em 2003, que os casos de estelionato nos dois primeiros meses desse ano, superaram os registros de roubos em todo o território fluminense. De acordo com o ISP, foram 18.655 aplicados no estado do Rio, no período entre os meses de janeiro e fevereiro. O dado representa uma ocorrência desse tipo de crime a cada quatro minutos.

O mesmo levantamento revelou ainda que no mesmo período foram registrados 16.169 nas delegacias do estado do Rio de Janeiro. Ainda segundo o instituto, nessa estatística entram todos os tipos de roubos como os de aparelhos de telefone celular e os ataques a motoristas que realizam o transporte de cargas, no estado. Já na comparação com o ano passado, o crescimento no número de golpes em território fluminense fica ainda mais expressivo.

Segundo a pesquisa, no primeiro bimestre de 2021, foram registradas queixas de 8.090 vítimas de casos de estelionato em todo Rio de Janeiro. A comparação com as mais de 18 mil ocorrências registradas nesse ano, o salto nos registros desse tipo de crime foi de 130,6%.   O relatório sobre os índices de violência nos dois primeiros meses deste ano aponta ainda que a Zona Oeste é a região que acumula a maioria dos casos de estelionato.

As delegacias de Campo Grande (1.021), Barra da Tijuca (746) e Taquara (722) lideram o ranking das unidades da Polícia Civil que registraram a maior quantidade de casos de estelionato no período entre janeiro e fevereiro de 2022. Em toda a Zona Oeste da Capital Fluminense foram contabilizados 3.968 boletins de ocorrências de vítimas de golpes como o do motoboy, que é aquele que um suposto funcionário de um banco vai até a vítima, que entrega o cartão.

Já no estado do Rio de Janeiro, a região que registrou os maiores números de estelionatos foi o interior fluminense, com mais de 4.300 ocorrências, seguida pela Baixada Fluminense (2.741) e a chamada Grande Niterói (1.466). Procurada, a Polícia Civil informou que combate todo tipo de crime e que, atualmente, os índices são os menores da série histórica do ISP. No entanto, a corporação reconhece que, devido às circunstâncias da pandemia, os delitos de estelionato tiveram um aumento no estado.

 

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
17 de Maio de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Antônio Carlos
« Programa Anterior
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »