Rio

Papa envia carta do Vaticano para pai do menino Henry

Mensagem chegou com um abraço para família

Por Redação Tupi

(Reprodução Redes Sociais)

O pai do pequeno Henry, Leniel Borel, e a avó paterna da criança, Noeme Camargo, receberam nesta terça-feira (18), uma carta com mensagens enviadas pelo Papa Francisco. A carta que veio do Vaticano, chegou com um abraço para a família.

O documento, assinado pelo monsenhor Luigi Roberto Cona, assessor para assuntos gerais da Secretaria do Vaticano, trouxe uma mensagem do Papa Francisco. Nele, o representante fala que “a loucura humana levou ao massacre do pequenino Henry Borel.”

“O Papa Francisco incumbiu-me de assegurar a sua paterna vizinhança e solidariedade ao pai Leniel Borel e a avó Noeme Camargo, confiando-os à proteção da Virgem Maria com os desejos bons que cada um traz no coração; deixem-se reconhecer como amigos de Jesus; a todos chamem amigos e, de todos, sejam amigos”, disse.

“O Santo Padre conta com a senhora Noeme e o senhor Leniel para contrastarem a cultura da indiferença e do ódio que sentem crescer ao seu redor; não se deixem contaminar pelo ódio transformando-se à sua imagem e semelhança. Sejam do número das pessoas que se recusam a entrar no circuito do ódio, que se recusam a odiar aqueles que lhes fizeram mal, dizendo-lhes: «Não tereis o meu ódio”, continua.

“É quase um milagre que uma pessoa ferida, como o senhor Leniel e a senhora Noeme, possa encontrar a coragem de recusar ter ódio e o afastar do seu coração. Mas é um milagre que lhe permite viver em paz e ajudar a salvar o mundo de si mesmo”, adianta.

“O Papa Francisco concede-lhes a Bênção Apostólica.”, finaliza.

A Polícia Civil do Rio concluiu, no dia 3 de maio, o inquérito que apura a morte do menino Henry Borel, de quatro anos. A mãe do garoto, Monique Medeiros, e o padrasto, o vereador Jairinho, foram indiciados por homicídio duplamente qualificado, com emprego de tortura e recursos que dificultaram a defesa da vítima.

Com a conclusão da investigação, o inquérito foi encaminhado pelo delegado Henrique Damasceno, responsável pelo caso, para o Ministério Público do Estado. A partir disso, o promotor Marcos Kac decidirá se denuncia o casal pelos mesmos crimes ou não.

Henry Borel foi morto na madrugada do dia 08 de março no apartamento da família na Barra da Tijuca, na Zona Oeste da cidade. Monique e Jairinho estão presos preventivamente, desde o início de abril, acusados de envolvimento no crime.

 



Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Junho de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Na Companhia Do Garcia
« Programa Anterior
04:00 - Show do Mário Belisário
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »