Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Polícia tenta identificar criminosos que atacaram helicóptero no Complexo da Penha

Aeronave foi atingida por pelo menos dois disparos que acertaram fuselagem do helicóptero.

Publicado

em

Polícia tenta identificar criminosos que atacaram helicóptero no Complexo da Penha
(Polícia tenta identificar criminosos que atacaram helicóptero no Complexo da Penha/Reprodução Redes Sociais)

A Delegacia da Penha colheu o depoimento do piloto do helicóptero que foi atacado a tiros, quando sobrevoava a região do Complexo da Penha, na Zona Norte do Rio durante a tarde da última terça-feira (17).

Segundo a Polícia Civil, o piloto do aeronave prestou depoimento sobre o caso durante a manhã desta quarta-feira (18), na Delegacia da Penha.

A unidade tenta identificar quem são os bandidos aparecem em uma filmagem que circula nas redes sociais, onde é possível ouvir um homem gritando e o som dos disparos efetuados na direção do helicóptero.

De acordo com o delegado Maurício Mendonça, o piloto estava sozinho no momento do ataque e a aeronave foi atingida por pelo menos dois disparos que atingiram a fuselagem. Um entrou por debaixo da porta e saiu pelo vidro e outro atingiu o trem de pouso.

Segundo o inquérito instaurado pela delegacia da Penha, os banidos acreditavam que o helicóptero pertencia a Polícia Militar. O objetivo da investigação é entender a dinâmica do crime, identificar e punir os traficantes envolvidos no caso.

Ainda de acordo com o piloto, o helicóptero que pertencia a uma empresa particular seguia do Aeroporto Internacional do Galeão em direção ao heliponto da empresa, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.