Modal

Presidente da Cedae pede desculpas à população pelos transtornos com a água no RJ

Hélio Cabral prometeu investimentos de R$ 700 milhões, até 2022, na modernização do sistema de tratamento.

Por Jonathan Ferreira

(Foto: Jonathan Ferreira / Super Rádio Tupi)

O presidente da Cedae Hélio Cabral admitiu que a empresa não estava preparada para solucionar o problema na distribuição de água no estado.

Em entrevista coletiva concedida na sede da estatal, nesta quarta-feira (15), Hélio Cabral pediu desculpas à população e prometeu investimentos de R$ 700 milhões, até 2022, a fim de modernizar o sistema na estação de tratamento do Rio Guandu, que abastece a região metropolitana.

O presidente da estatal revelou que a coloração escura e o forte odor na água foi verificada no dia 6 de janeiro, mas que a empresa não dispunha de estrutura para eliminar a substância geosmina da água.

A Cedae também não estipulou prazo para eliminar a presença da substância na água que chega na torneiras. No entanto, o presidente da companhia garantiu que a instalação de carvão ativado será iniciado na próxima segunda-feira (20), na estação de tratamento do Rio Guandu, que abastece a região metropolitana do estado.

Hélio Cabral garantiu que após a aquisição do equipamento, a Cedae estará preparada, para, atuar de forma mais ágil caso identifique futuramente a presença da geosmina. A companhia prevê ainda investimento de R$ 1 milhão na compra dos produtos e garantiu que não haverá aumento na conta.

A empresa também afirmou que o consumo da água não oferece riscos à saúde

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
19 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show de Bola
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »