Sentinelas da Tupi

Testemunhas de acusação não apontam nenhuma irregularidade no governo Crivella

Audiência de impeachment durou seis horas e depoentes não citaram fraudes

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução

Na tarde desta sexta-feira, terminou a sessão com testemunhas de acusação no processo de impeachment contra o prefeito Marcelo Crivella. A audiência, que durou quase seis horas, não apontou nenhuma irregularidade no governo do prefeito.

Dois depoentes faltaram, sete foram ouvidos, sendo que seis deles são servidores comissionados – por isso, não têm a obrigação de falar a verdade, falaram como informantes.

O ex-procurador geral Antonio Carlos de Sá foi o único que depôs como testemunha de acusação, mas a fala dele também não apontou nenhuma irregularidade. Ele admitiu que o prefeito solicitou pessoalmente que o processo fosse rapidamente analisado para que os contratos com as empresas de publicidade de mobiliário urbana fossem prorrogados. Mas, de acordo com Sá, esse pedido é comum.

O motivo do processo de impeachment contra Crivella são esses contrato com empresas de publicidade em pontos de ônibus e relógios de rua, cujas irregularidades geraram um rombo de R$8,2 milhões no município.

Na próxima segunda-feira, serão ouvidas as testemunhas de defesa.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
01 de Dezembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »