Conecte-se conosco

Baixada Fluminense

RJ abre consulta pública sobre novo sistema de transporte na Baixada Fluminense

Projeto Metrô Leve terá 23km de extensão e atenderá moradores de Nova Iguaçu, Belford Roxo, Mesquita e São João de Meriti, com oferta de 196 mil viagens por dia

Publicado

em

Palácio Guanabara, sede do governo do RJ
Palácio Guanabara, sede do governo do RJ (Foto: Divulgação)

O Governo do Estado do Rio de Janeiro  realiza, a partir desta segunda-feira (23), a consulta pública sobre a nova fase do Programa de Redesenvolvimento Urbano Integrado da Baixada Fluminense, que prevê a implantação de um novo sistema de transporte.

O chamado Metrô Leve sobre trilhos terá 23km de extensão e atenderá passageiros de Nova Iguaçu, Belford Roxo, Mesquita e São João de Meriti, com a integração às estações de trem e metrô da Pavuna.

– O Metroleve é mais um projeto muito aguardado pela população que vamos tirar do papel. Através dele, vamos reduzir o tempo dos deslocamentos de milhares de pessoas que perdem horas no trânsito na Baixada Fluminense. Ele será um marco para a Baixada e para o nosso estado. Mais que um novo sistema de transporte, essa iniciativa vai promover o desenvolvimento no entorno das estações, fortalecer a economia e gerar trabalho e renda nas cidades – disse o governador Cláudio Castro.

O projeto é coordenado pela Secretaria de Estado da Casa Civil e pelo Instituto Rio Metrópole. A consulta pública e as duas audiências vão apresentar os documentos elaborados pelas equipes técnicas. As audiências serão virtuais, os links serão disponibilizados no site do projeto. Durante o prazo da consulta, os interessados poderão acessar as informações e enviar comentários e sugestões, também através do site.

Para participar da consulta, basta acessar o site metroleve.rj.gov.br até o dia 21 de junho. O objetivo é que a sociedade civil possa colaborar com a melhoria do programa.
– A consulta pública e as audiências vão ajudar a garantir a transparência do processo. Nosso objetivo é melhorar a vida da população e todos poderão participar ativamente desse processo. Nossos técnicos estão trabalhando para que esse projeto seja feito de forma ágil e eficaz – explicou o secretário de Estado da Casa Civil, Nicola Miccione.

O Metroleve possui estimativa de realizar 196 mil viagens por dia quando estiver em plena operação.

A previsão é de que, no segundo semestre, seja lançada a licitação, que vai contemplar a elaboração do projeto executivo, execução de obras, fornecimento e implantação dos sistemas fixos e móveis.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.