Conecte-se conosco

Patrulhando a Cidade

Seop demole ferro-velho de responsáveis pela morte de papiloscopista

Renato Couto, de 41 anos, foi morto por três militares após uma discussão no local

Publicado

em

Ferro-velho demolido pela prefeitura do Rio (Foto: Lucas Araújo / Super Rádio Tupi)

O ferro-velho clandestino de Lourival Ferreira de Lima, um dos presos pelo assassinato do perito Renato Couto foi demolido na manhã desta segunda-feira (23).  A ação é coordenada pela Secretaria de Ordem Pública (Seop) e equipes da Secretaria de Conservação, Guarda Municipal, Light, Águas do Rio, Comlurb e da 18ª DP também marcam presença.

O policial foi morto por militares após uma discussão no ferro-velho. Um cabo, dois sargentos e o pai de um deles foram presos pelo crime. De acordo com as investigações, Renato teria ido até o ferro-velho para reclamar sobre o furto de material de uma obra dele que teria sido receptado por Lourival, dono do estabelecimento. Com uma van da Marinha, os militares foram até o rio Guandu, na altura de Japeri, na Baixada Fluminense, onde jogaram Renato.

O ferro-velho fica na Praça da Bandeira, próximo ao prédio do INSS. O local já tinha sido interditado pela Prefeitura do Rio em janeiro, mas acabou reabrindo clandestinamente.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.