Brasil

Após recentes casos de cabeças d’água em cachoeiras pelo país, especialistas dão dicas de como evitar tragédias

Serra dos Órgãos já possui alerta contra esses fenômenos

Por Isaac Santos e Pedro Henrique Leite

Foto/Divulgação

Estação do verão aumenta procura de visitantes por rios e cachoeiras. Mas a diversão refrescante pode ser perigosa. As chamadas cabeças d’água não costumam dar sinais preliminares muito claros. Mesmo quem tem o hábito de frequentar essas áreas, pode ser surpreendido pelo fenômeno. É preciso conhecer bem a região para perceber que o problema se aproxima.

O volume de água aumenta de forma repentina. O terreno inclinado das cachoeiras contribui para acelerar a força da queda d’água. Mas, o que parece lazer e diversão pode virar uma tragédia. Matheus Lopes do Nascimento, Coordenador Geral de Defesa Civil do município de Guapimirim, um dos destinos mais procurados pelos banhistas que fogem da lotação das praias, alerta para o perigo das Trombas d´água.

Na última semana, o fenômeno se repetiu em várias cachoeiras de todo o país. No dia primeiro de janeiro, a correnteza arrastou três pessoas da mesma família no Parque Ecológico do Paredão, em Guapé, no Sul de Minas Gerais. Um casal e a filha de 17 anos não conseguiram escapar da enxurrada. No mesmo dia, na Baixada Fluminense, uma sirene de alerta foi acionada em Guapimirim pelo mesmo motivo. Lá, felizmente, o fenômeno não terminou em tragédia. A geógrafa Marinilde Borges explica a diferença entre Cabeça D’água e Tromba D’água.

Na nascente do Rio Soberbo, no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, em Teresópolis, na região serrana do estado, um sistema de alerta, baseado na comunicação entre agentes da Defesa Civil Municipal e funcionários, foi criado. O mecanismo permite que as equipes avisem aos visitantes, do perigo iminente, a tempo das pessoas se retirarem do local em segurança. Willians Júnior, professor e pesquisador, fala sobre a importância de avaliar os riscos antes do banho de cachoeira ou rio

Para quem for se divertir em cachoeiras, neste verão, vale a pena prestar atenção em mais algumas dicas importantes. É preciso verificar a previsão do tempo, observar se o volume de água aumenta de repente, ficar atento às variações da correnteza e procurar abrigo e local seguro nos primeiros sinais de problema.

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
19 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show da Galera
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »