Brasil

Bolsonaro afirma que militar deveria ‘ter mesmo destino’ de brasileiro fuzilado

Em entrevista coletiva, o presidente comentou o caso do militar preso com 39 quilos de cocaína em sua comitiva

Por Redação Tupi

Foto: Alan Santos/ Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro disse, neste sábado, que o militar “traiu a confiança” e chegou antes do embarque para inserir a droga no avião. A declaração foi dada em entrevista coletiva no Japão.

Bolsonaro ainda completou que “lamenta” que o sargento da Força Aérea (FAB) encontrado com 39 quilos de cocaína não tenha sido detido Indonésia, onde o crime de tráfico de drogas é punido com pena de morte.

“Aquele elemento traiu a confiança. Pena que não foi na Indonésia, para ter o mesmo destino que o Archer teve no passado”, afirmou o presidente.

O sargento da FAB integrava uma comitiva de 21 militares que partiu de Brasília com destino a Tóquio, no Japão, e fez escala no aeroporto de Sevilha, no sul da Espanha. O avião dava suporte à comitiva do presidente da República.

Comentários
recomendadas
enquete

Quem será a Campeã do Carnaval?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
26 de Fevereiro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »