Brasil

Bolsonaro diz que estuda fim da multa de 40% do FGTS

'É quase impossível ser patrão no Brasil', disse o presidente

Por Redação Tupi

Foto: Agência Brasil

Nesta sexta-feira, o presidente Jair Bolsonaro se mostrou contra a multa de 40% do FGTS, que os empregadores pagam nas demissões que não respondem à justa causa.

“Essa multa de 40% foi quando o (Francisco) Dornelles era ministro do FHC (Fernando Henrique Cardoso). Ele aumentou a multa para evitar a demissão. O que aconteceu depois disso? O pessoal não emprega mais por causa da multa. Estamos em uma situação. Eu, nós temos que falar a verdade. É quase impossível ser patrão no Brasil”, disse o presidente.

Ele não esclareceu o que pretende fazer, mas disse que o fim da multa “está sendo estudado”.

Porém, mais tarde, o presidente se contradisse e declarou que “desconhece qualquer trabalho nesse sentido”.

Comentários
enquete

Homens são mais sinceros que as mulheres quando o assunto é amizade?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
14 de Outubro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Na Companhia Do Garcia
« Programa Anterior
04:00 - Show do Mário Belisário
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
13:10 - Show do Pedro Augusto
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »