Brasil

Brasil extradita para o Paraguai libanês preso desde 2018

A extradição foi autorizada pelo Supremo Tribunal Federal em 4 de junho deste ano.

Por Marcos Antonio de Jesus

(Divulgação: Agência Brasil)

A Polícia Federal extraditou o libanês Assad Ahmad Barakat. Preso em 2018, em Foz do Iguaçu, no Paraná, pelo crime de falsidade ideológica, Barakat estava detido na
Superintendência Regional da PF, em Curitiba, desde setembro do ano passado. A extradição de Barakat para o Paraguai foi autorizada pelo Supremo Tribunal Federal em 4 de junho deste ano.

De acordo com a defesa do réu, pelas regras do MERCOSUL, o prazo para que a medida fosse executada expirou há duas semanas. Em setembro de 2018, a prisão preventiva de Barakat foi noticiada nos sites do Ministério da Justiça e Segurança Pública e da PF. Com autorização do STF, ele foi detido em Foz do Iguaçu, na fronteira com o Paraguai, menos de um mês após a justiça do país vizinho decretar a prisão pelo crime de falsidade ideológica e um alerta internacional ser emitido.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
05 de Agosto de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »