Brasil

Câmara analisa proposta que estabelece punição para deixar de comunicar violência praticada contra criança ou adolescente

pena prevista é detenção de um a seis meses ou multa para a omissão de socorro

Por Redação Tupi

(Foto: Najara Araújo / Câmara dos Deputados)

O Projeto de Lei 4302/20 estabelece punições para as pessoas que presenciarem atos de violência contra criança ou adolescente e não comunicarem o fato, em até 24 horas, à polícia ou ao conselho tutelar. A pena prevista é detenção de um a seis meses ou multa para a omissão de socorro.

Já o servidor público que não comunicar o ato ao Ministério Público poderá ser punido com detenção de três meses a um ano e multa (prevaricação) e ainda por improbidade administrativa, por retardar ou deixar de praticar, indevidamente, ato de ofício.

A proposta é da deputada Rejane Dias (PT-PI) e tramita na Câmara dos Deputados.

O projeto altera a Lei 13.431/17, que estabelece o sistema de garantia de direitos da criança e do adolescente e hoje já prevê a comunicação imediata de atos de violência contra criança ou adolescente, mas não estabelece punições para os casos de omissão.


Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
15 de Janeiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Pedro Augusto
« Programa Anterior
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »