Conecte-se conosco

Brasil

Cirurgia plástica no Brasil conquista brasileiros e estrangeiros de várias idades e deve ultrapassar 2 milhões em 2023

Procedimentos estéticos não invasivos são rotina para milhares de brasileiros

Publicado

em

Cirurgia plástica no Brasil conquista brasileiros e estrangeiros de várias idades e deve ultrapassar 2 milhões em 2023
Cirurgia plástica no Brasil conquista brasileiros e estrangeiros de várias idades e deve ultrapassar 2 milhões em 2023

Em sua última pesquisa realizada junto aos membros da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica que quantificou os números de pessoas que realizaram no país cirurgia plástica em 2018, o Brasil pontuou mais de 1 milhão e 600 mil cirurgias realizadas entre estéticas e reparadoras/reconstrutivas.

Com a pandemia da covid 19 em 2020, todas as cirurgias eletivas foram suspensas de norte a sul do país, paralisando esse mercado, o qual foi lentamente voltando a sua rotina em meados de 2021, com a liberação de leitos hospitalares e a liberdade de locomoção das pessoas. No que se refere a realização dos procedimentos estéticos que podem ser realizados nas clínicas de cirurgia plástica, sua procura cresce a cada ano e conquista novos pacientes.

Atualmente o Brasil conta com 7.300 profissionais credenciados junto a SBCP, destes, 3.600 estão no estado de São Paulo.
As cirurgias mais realizadas são os implantes mamários, lipoaspiração e face, nessa ordem
20% das cirurgias são para homens e 80% para mulheres.
60% são estéticas e 40% reparadoras e reconstrutivas
5% cirurgias realizadas para pacientes estrangeiros

ALERTAS DA REGIONAL SÃO PAULO DA SBCP

Para o presidente da regional paulista da SBCP, José Octavio Gonçalves de Freitas, essa quantidade expressiva de cirurgias plásticas no Brasil coloca nosso país como líder na América do Sul e segundo no ranking mundial, atrás dos EUA, o que requer alguns alertas:

A escolha do profissional, que deve ser membro de nossa entidade, é de suma importância para a segurança do paciente: as publicações veiculadas nas mídias sociais com falsas promessas e fotos de antes e depois ( o que é proibido pelo Conselho Federal de Medicina) não são referência para uma cirurgia plástica segura.
Quanto aos procedimentos estéticos, alertamos que os mesmos devem ser realizados por profissionais habilitados como cirurgião plástico ou dermatologista e nunca por pessoas não habilitadas, sem o devido conhecimento científico, alerta José Octavio.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *