Brasil

Dois dos três policiais militares mortos em SP seriam pais nos próximos dias

Agentes de segurança foram assassinados durante uma abordagem na Zona Oeste de São Paulo

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução)

Três policiais militares morreram, na madrugada deste sábado (08), após serem atingidos por disparos feitos por um homem que se identificou falsamente como policial civil, em São Paulo. Dois deles seriam pais nos próximos dias.

De acordo com a Polícia Militar do Estado de São Paulo, os agentes de segurança foram identificados como Celso Ferreira de Menezes Júnior, de 33 anos. Ele era soldado e estava na corporação há mais de 10 anos. O soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva, de 29 anos, que deixa uma esposa grávida, e o sargento José Valdir de Oliveira Júnior, de 37 anos. Ele deixa uma filha e a esposa.

Segundo informações corporação, os suspeitos tinham saído de uma festa e abordaram uma moto no bairro do Butantã, na Zona Oeste de São Paulo, por volta das 5h. Os agentes de segurança viram a cena e abordaram a moto e o carro com dois ocupantes. Um deles, Cauê Doretto de Assis, de 24 anos, se identificou como policial civil.

Enquanto os PMs checavam se Cauê de fato era policial, ele sacou uma segunda arma, baleou um PM na cabeça, baleou o segundo e correu atirando.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) confirmou que Cauê não era policial civil e que a carteira profissional usada por ele é falsa.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
19 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Samba Social Clube
15:00 - Show da Galera
21:00 - Show de Bola
12:00 - Patrulha da Cidade
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »