Brasil

Eduardo Cunha é alvo de mais uma operação que investiga pagamento de propina

Segundo as investigações, Cunha recebeu propina para alterar uma lei e reduzir a alíquota do querosene da aviação

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução)

O Ministério Público do Distrito Federal cumpre, nesta quarta-feira (03), 20 mandados de busca e apreensão contra esquema de propina para baixar impostos em combustíveis da aviação na capital federal. Entre os alvos estão o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha e o ex-vice-governador do Distrito Federal Tadeu Filippelli. A operação foi batizada de Antonov, que é o maior cargueiro de asa fixa do mundo.

Segundo as investigações, Filippelli e Cunha receberam propina para alterar uma lei e reduzir a alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS do querosene da aviação. Os agentes estão em São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Espírito Santo e Goiás. Os promotores encontraram indícios da participação das empresas Gol e Latam no suposto esquema ilegal, que ocorreu entre 2012 e 2014.

À época deputado federal pelo Rio de Janeiro, Cunha e o ex-vice governador alteraram uma lei distrital de 1996 para reduzir o imposto de 25% para 12%. Segundo a investigação, o ex-vice-governador teria usado o valor adquirido no esquema para comprar imóveis comerciais.

Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
28 de Fevereiro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »