Brasil

Estudante picado por naja é preso por suspeita de crime ambiental no Distrito Federal

Pedro Henrique Krambeck, de 22 anos, seria integrante de esquema criminoso de tráfico de animais

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução)

Pedro Henrique Krambeck, estudante de veterinária, de 22 anos, picado por uma cobra naja no dia 7 de julho, foi preso, na manhã desta quarta-feira (9), pela Polícia Civil do Distrito Federal. Ele é suspeito de crime ambiental.

De acordo com as investigações, Pedro estaria envolvido em uma “associação criminosa responsável pela destruição das provas relacionadas aos crimes ambientais.

A Polícia Civil investiga crimes de tráfico de animais no Distrito Federal, desde que o jovem foi picado pela cobra. Além da naja, outras 16 serpentes foram apreendidos com pessoas ligadas ao estudante.

No último dia 22, Pedro e mais quatro pessoas foram alvos de buscas e apreensões durante a deflagração da Operação Snake.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama), a família do estudante foi multada em R$ 78 mil. A multa do estudante foi de R$ 61 mil por maus-tratos aos animais. Já a mãe e o padrasto dele receberam multa de R$ 17 mil, por eles terem dificultado a ação de resgate da cobra naja.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
10 de Agosto de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Radar Tupi
« Programa Anterior
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »