Brasil

Estudo inédito aponta que Covid possui maior variação genética em paciente com câncer

Pesquisadores do Instituto Nacional do Câncer comprovaram ainda a capacidade de múltipla infecção

Por Luiz Walcyr

(Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde)

Dois estudos realizados por pesquisadores do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam que a variante da Covid-19 tem uma variabilidade genética maior em pacientes com câncer, dos que não possuem câncer. Durante as pesquisas, foi descoberto que uma mesma paciente do INCA foi infectada por duas variantes do vírus no primeiro contágio.

De acordo com o responsável pelos estudos, o pesquisador Marcelo Soares, a descoberta da variante do vírus em paciente com câncer pode ajudar no controle e prevenção da Covid-19.

“A maior diversidade genética do vírus em pacientes com câncer permite ao vírus explorar as possibilidades de mutações com mais eficiência e rapidez, podendo culminar com o aparecimento de variantes mais transmissíveis ou mais letais”, aponta Marcelo.

A pesquisa, iniciada em abril de 2020, foi realizada em 57 pacientes e 14 profissionais de saúde do INCA. Os dados foram publicados na Revista Vírus Evolution

Comentários
enquete

Quem você acha que é o favorito para levar o título da Supercopa do Brasil?

Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
10 de Abril de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Nenhuma programação disponível
« Programa Anterior
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »