Conecte-se conosco

Brasil

FURNAS alerta para riscos e prejuízos de queimadas e balões para fornecimento de energia elétrica

Campanha educativa abrange sete estados e o Distrito Federal e informa canais para denunciar a prática, que é ilegal

Publicado

em

FURNAS alerta para riscos e prejuízos de queimadas e balões para fornecimento de energia elétrica
FURNAS alerta para riscos e prejuízos de queimadas e balões para fornecimento de energia elétrica

O alto número de queimadas e a soltura de balões preocupam as autoridades principalmente durante o inverno, estação que apresenta baixa umidade do ar, o que contribui para a propagação de incêndios. Dados do Programa de Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), mostram que de janeiro até julho de 2022 o Brasil registrou 41.694 focos de calor.

“Além de constituírem crime ambiental, as queimadas podem provocar o desligamento de linhas de transmissão e interromper o fornecimento de energia, impactando não somente famílias em suas residências, mas também indústrias, hospitais e outros serviços essenciais”, alerta Ricardo Abdo, gerente de Linhas de Transmissão de FURNAS.

A empresa opera e mantém mais de 35 mil km de linhas de transmissão de Norte a Sul do país, e realiza anualmente campanhas educativas para conscientizar a população residente no entorno dessas linhas sobre o risco que queimadas e balões representam para o setor elétrico. Neste ano, as ações envolvem anúncios em rádio, internet e jornal nos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Tocantins Goiás, Paraná e Distrito Federal. A veiculação das peças de comunicação começou em julho e se estende até o mês de setembro.

Além de alertar sobre os perigos da soltura de balões e realização de queimadas, a campanha incentiva a população a denunciar tais práticas pelo site furnas.com.br/contatos ou pelo número de telefone 0800 025 2555 – o serviço é gratuito e funciona 24 horas.

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), informações do Painel de Desligamentos de Linhas de Transmissão por Queimadas mostram que só no ano passado, 823 linhas de transmissão sofreram desligamentos devido a problemas causados por queimadas e focos de calor. “O fogo produzido próximo às linhas de transmissão gera fuligem e fumaça, que atingem os cabos condutores e reduzem a rigidez dielétrica do ar, ou seja, reduzem sua capacidade de isolação, provocando muitas vezes curto-circuito e o desligamento das linhas”, explica Abdo.

Nas linhas operadas por Furnas, só no ano passado, mais de 200 desligamentos ocorreram no país devido aos problemas causados por queimadas. Os meses de agosto e setembro costumam ser os mais críticos: foram registrados quase 130 desligamentos apenas em setembro de 2021. Comparado com o mesmo período de 2020, houve um aumento de 181%, o que demonstra ainda mais a importância do alerta.

A fauna e a flora também são diretamente prejudicadas com a queda de balões e queimadas. Essas iniciativas contribuem para a perda de vegetação e o empobrecimento do solo, além da morte de animais silvestres. Realizar queimadas é crime, conforme o Decreto 2.661, de julho de 1998. E quando essas queimadas são realizadas próximo a linhas de transmissão, os resultados podem ser ainda piores.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.