Brasil

Guerra das vacinas vai para o plenário do Supremo por determinação de Lewandowski

Vai caber ao presidente da corte, Luz Fux, pautar o tema

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Nelson Jr. / SCO/ STF)

O ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski determinou que sejam enviadas para análise do plenário da Corte três ações sobre obrigatoriedade de vacinação contra a Covid-19, ajuizadas por partidos políticos. Ele destacou a importância da matéria e a emergência de saúde pública e determinou a aplicação do rito para análise direto no plenário, sem que haja decisão em caráter liminar do magistrado.

Agora, vai caber ao presidente da corte, Luz Fux, pautar o tema. Em um dos pedidos, a Rede Sustentabilidade alega que o presidente Jair Bolsonaro “desautorizou a assinatura do Ministério da Saúde no protocolo de intenção de aquisição da vacina CoronaVac, desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo”.

A Rede afirma que a decisão foi “por puro preconceito ideológico ou, até pior, por motivações estritamente políticas”. Lewandowski solicitou informações prévias ao presidente e o encaminhamento à Advocacia-Geral da União (AGU) e à Procuradoria-Geral da República (PGR).

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
27 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »