Brasil

Mesmo com pendências no CPF, deputados analisam proposta para assegurar pagamento emergencial

Objetivo é regularizar os documentos para evitar filas de pessoas e aglomerações em agências

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução)

Desde o anúncio do pagamento do auxílio emergencial de R$ 600, filas de pessoas buscando regularizar o CPF tornaram-se frequentes nas agências da Receita Federal. Para assegurar o pagamento aos beneficiários, e evitar aglomerações, prejudicial à saúde nessa pandemia do Covid-19, a Câmara dos Deputados analisará, em regime de urgência, o Projeto de Lei 1779/20, apresentado pelo vice-líder do Governo Bolsonaro, deputado Carlos Jordy.

A proposta garante o recebimento do auxílio emergencial ainda que o beneficiário esteja com seu CPF em situação irregular, podendo a Receita Federal fazer a regularização após dar entrada no benefício.

A situação cadastral do CPF pode estar suspensa ou pendente de regularização por razões como: não quitação com a justiça eleitoral, pendência na declaração do Imposto de Renda ou alguma inconsistência cadastral.

“A grande maioria dos beneficiários do auxílio emergencial são pessoas humildes, sem acesso à internet e que, ainda que consigam acessar o site da Receita, não estão conseguindo regularizar a situação. Essas pessoas precisam do auxílio para se manterem e a regularização pode levar dias ou até semanas. Esperamos que haja bom senso por parte dos líderes partidários para que aprovemos a urgência do projeto de lei”, afirma o deputado federal Carlos Jordy.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
25 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »