Brasil

Ministério Público Federal quer que Dario Messer use tornozeleira eletrônica e entregue passaporte à Justiça

Dario Messer se comprometeu a devolver R$ 1 bilhão aos cofres públicos

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Reprodução)

O Ministério Público Federal pediu à Justiça para que o doleiro Dario Messer use tornozeleira eletrônica e tenha o passaporte apreendido. Ele, atualmente, está cumprindo prisão domiciliar por causa da pandemia do coronavírus, por decisão do Superior Tribunal de Justiça. O doleiro assinou um acordo de deleção premiada que previa a prisão em regime fechado. Com a decisão do STJ, os procuradores pediram a revogação da prisão. Eles não querem que o tempo em prisão domiciliar seja abatido do período de pena em que deveria estar na cadeia.

O pedido foi feito ao juiz Alexandre Libonati, da 2ª Vara Federal Criminal, que condenou Messer na semana passada no processo Marakata. A ação desvendou um esquema de lavagem de dinheiro através da venda de pedras preciosas. A Justiça avalia o pedido do MPF. Conhecido como “doleiro dos doleiros”, Dario Messer se comprometeu a devolver R$ 1 bilhão aos cofres públicos. Ele é réu em processos da Lava Jato no Rio por esquemas nacionais e transnacionais de lavagem de dinheiro, além de outros crimes.

De acordo com o MPF, o acordo com Messer é em “escala inédita” na Justiça brasileira. Homologado pelas 2ª e a 7ª Varas Federais Criminais do Rio, o acordo, segundo a avaliação da Força-tarefa da Lava Jato no estado, vai permitir a coleta de provas para investigações em andamento.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
27 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »